SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue4Neonatal care and mortality in public hospitals in Rio de Janeiro, Brazil, 1994/2000Clinical, hematological, and molecular characterization of sickle cell anemia pediatric patients from two different cities in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

CAMARGO-NEVES, Vera L. F. de et al. Investigação entomológica em área de ocorrência de febre amarela silvestre no Estado de São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2005, vol.21, n.4, pp. 1278-1286. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2005000400031.

O registro de dois casos autóctones de febre amarela silvestre no Estado de São Paulo, Brasil, em 2000, desencadeou investigações entomológicas com o objetivo de verificar a ocorrência das espécies vetoras em ambientes florestais próximos ou associados às zonas ribeirinhas, situados nas regiões oeste e noroeste do Estado. As capturas foram realizadas em 39 localidades distribuídas por quatro regiões do Estado. Haemagogus leucocelaenus e Aedes albopictus foram as espécies mais abundantes e capturadas em todas as regiões. H. leucocelaenus foi a espécie mais abundante nos municípios de Santa Albertina e Ouroeste, onde os casos de febre amarela silvestre foram registrados. Mosquitos do grupo janthinomys/capricornii foram encontrados em oito localidades de São José do Rio Preto, enquanto Sabethes chloropterus uma única vez em localidade de Ribeirão Preto. Ficou evidenciada a aptidão de H. leucocelaenus para adaptar-se a ambiente secundário e degradado. Nossos resultados apontam para uma ampla área receptiva para a transmissão de febre amarela, com destaque para a possibilidade de H. leucocelaenus estar envolvido na manutenção deste foco silvestre da doença.

Keywords : Febre Amarela; Culicidae; Insetos Vetores; Entomologia.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English