SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue5Evidence on support during labor and delivery: a literature reviewFactors associated with low quality of life in schizophrenia author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

GURGEL, Ricardo Queiroz; DIAS, Iane Martha Oliveira; FRANCA, Vera Lúcia Alves  and  NEYRA CASTANEDA, Daniel Francisco. Distribuição espacial do baixo peso ao nascer em Sergipe, Brasil, 1995/1998. Cad. Saúde Pública [online]. 2005, vol.21, n.5, pp. 1329-1337. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2005000500004.

O estudo analisa a distribuição espacial do baixo peso ao nascer em Sergipe, Brasil, avaliando o evento como indicador de saúde. A análise foi feita a partir de 166.312 nascimentos vivos dos 75 municípios, numa abordagem ecológica. Foram utilizados quatro métodos: clusters analysis, análise de correlação, análise de regressão múltipla e multiple comparisons (Tukey). O estudo evidencia homogeneidade interna dos municípios nos distritos de saúde e nos grupos resultantes do dendrograma. Considerando 10,00% de perda de informação, identifica-se a presença de sete grupos, sendo dois resíduos (Aracaju e Porto da Folha). A evolução do baixo peso ao nascer, em Sergipe, é declinante (média de 6,97% no período) e reflete tímida melhoria da qualidade de vida. As suas causas indicam relações com o ambiente e são influenciadas pelos padrões de ocupação do espaço. O percentual do baixo peso ao nascer é útil como indicador de risco individual, porém, como indicador coletivo de saúde, não parece ser capaz de expressar diferenças entre regiões que não apresentam variabilidade acentuada entre si.

Keywords : Distribuição Espacial; Baixo Peso ao Nascer; Eqüidade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese