SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue5Decision-making process and administrative practice: managing the State Health Secretariat in Bahia, BrazilHospitalization and mortality from mansoni schistosomiasis in the State of Pernambuco, Brazil, 1992/2000 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

GUSHI, Lívia Litsue et al. Cárie dentária em adolescentes de 15 a 19 anos de idade no Estado de São Paulo, Brasil, 2002. Cad. Saúde Pública [online]. 2005, vol.21, n.5, pp. 1383-1391. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2005000500010.

Verificou-se a experiência da cárie dentária em adolescentes de 15 a 19 anos, considerando-se prevalência e severidade da doença, segundo idade, gênero, etnia e fluoretação das águas. Foi um estudo transversal realizado com dados do levantamento epidemiológico do Estado de São Paulo, Brasil, 2002, no qual 1.825 adolescentes foram examinados em seus domicílios, por 132 cirurgiões-dentistas em 35 municípios. Utilizaram-se os testes qui-quadrado, Kruskal-Wallis e Mann-Whitney (a= 5%). Com o SiC Index, definiu-se um terço dos indivíduos com maior experiência de cárie. O índice CPO-D foi 6,44 (dp = 4,60) e o SiC Index 11,68. O percentual de livres de cárie foi 9,6%. Não houve diferença entre o CPO-D dos municípios com e sem fluoretação, entretanto houve maior porcentagem de livres de cárie nos municípios com água fluoretada. O gênero masculino teve pior condição em relação à cárie que o gênero feminino. Os não-brancos tiveram maior percentual de dentes cariados e perdidos que os brancos. Sugere-se, portanto, a ênfase em estratégias que possam atenuar os danos causados pela progressão da doença, especialmente no grupo com maior experiência de cárie dentária.

Keywords : Saúde Bucal; Cárie Dentária; Adolescente; Índice CPO.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese