SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue5Breastfeeding duration, infant feeding regimes, and factors related to living conditions in the city of Salvador, Bahia, BrazilHousehold smoking and stunting for children under five years author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

GUIMARAENS, Mariana Alves de  and  CODECO, Cláudia Torres. Modelagem matemática para simular a dinâmica populacional da hepatite A de acordo com diferentes níveis de endemicidade. Cad. Saúde Pública [online]. 2005, vol.21, n.5, pp. 1531-1539. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2005000500026.

Acesso heterogêneo a serviços sanitários é uma característica de comunidades brasileiras. Essa heterogeneidade promove diferentes níveis de exposição ao vírus da hepatite A, resultando em padrões variados de endemicidade: áreas com taxas altas de infecção possuem tendência para ocorrência de endemismo, enquanto taxas de infecção baixas mostram tendência para surtos. Neste trabalho, apresentamos um modelo matemático desenvolvido para estudar o efeito do risco variado de exposição na dinâmica epidemiológica da hepatite A. Equações diferenciais foram usadas para simular a dinâmica populacional e sua solução numérica obtida usando-se o programa Stella®. O modelo usa parâmetros de infecção obtidos de estudos realizados na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, em áreas com diferentes condições sanitárias. Simulações mostram que a amplitude observada de valores de taxa de infecção compreende dinâmicas de alta e baixa endemicidades de hepatite A. Observamos que a relação funcional entre saneamento e exposição à infecção é um componente importante do modelo. A análise do impacto do saneamento parcial requer uma maior compreensão desta relação.

Keywords : Hepatite A; Modelos Matemáticos; Dinâmica Populacional.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English