SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue2Health inequalities based on ethnicity in individuals aged 15 to 64, Brazil, 1998The epidemiological approach to health inequalities at the local level author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

LAKS, Jerson et al. Normas do Mini-Exame do Estado Mental para uma amostra de idosos com baixa escolaridade residentes na comunidade no Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2007, vol.23, n.2, pp. 315-319. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2007000200007.

Avaliar normas do Mini-Exame do Estado Mental (MEEM) de acordo com a idade e escolaridade de idosos vivendo na comunidade. Calcularam-se os quartis do MEEM para idosos com 65 a 74 e 75 a 84 anos, analfabetos e com 1-8 anos de escolaridade, com pontuação menor que cinco no Questionário de Atividades Funcional de Pfeffer (QAF) [n = 397; feminino = 269; idade = 72,15 (dp = 7,24) anos].O MEEM total foi 21,97 (dp = 4,48). Nos indivíduos mais jovens, o MEEM entre analfabetos foi 19 (3,47) com quartis de 14, 17, 19, 21. O MEEM dos com 1-8 anos de escolaridade foi 23,90 (dp = 3,87), e a distribuição foi 15, 22, 24, 27. O MEEM dos analfabetos mais idosos foi 18,11 (dp = 3,63) com quartis de 13, 16, 18, 20, enquanto a pontuação dos sujeitos com 1-8 anos foi 23,81 (dp = 4,01), quartis de 15, 22, 24, 27. Os dados de normatização do MEEM podem ajudar o reconhecimento de distúrbios cognitivos no Brasil, principalmente no atendimento primário.

Keywords : Idoso; Escolaridade; Cognição.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English