SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue7The impact of oral health on daily performance of municipal waste disposal workers in Porto Alegre, Rio Grande do Sul State, BrazilThe burden of hospitalization due to overweight and obesity in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

SILVA, Jackellyne Geórgia Dutra e et al. Infecção natural de Lutzomyia longipalpis por Leishmania sp. em Teresina, Piauí, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2007, vol.23, n.7, pp. 1715-1720. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2007000700024.

No Brasil, o controle do vetor Lutzomyia longipalpis é uma das principais estratégias utilizadas para limitar a expansão da leishmaniose visceral americana. Entretanto, poucos são os estudos sobre a infecção natural destes flebotomíneos por espécies de Leishmania. Um estudo sobre a infecção natural de Lu. longipalpis por Leishmania sp. foi realizado no bairro Bela Vista, Teresina, Piauí, um dos principais focos urbanos da leishmaniose visceral americana no Brasil. Entre fevereiro de 2004 e janeiro de 2005 realizaram-se 180 capturas usando-se armadilhas luminosas do tipo CDC. Foram dissecadas e examinadas, em média, dez fêmeas por captura para detecção de formas evolutivas de Leishmania sp., identificando-se 1.832 exemplares de Lu. longipalpis e seis de Lu. whitmani. Vinte (1,1%) espécimes, todas de Lu. longipalpis, estavam infectadas com as formas procíclica e nectomonada de Leishmania sp., localizadas, principalmente, na porção posterior do trato digestivo. O maior percentual de insetos infectados foi encontrado quatro meses após o período de maior precipitação pluviométrica, sugerindo que variáveis climáticas podem contribuir para a predição não apenas da abundância destes dípteros, mas também do seu grau de infecção natural.

Keywords : Leishmaniose; Psychodidae; Controle de Vetores; Infecção.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese