SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.23 issue9Current status of human rabies transmitted by dogs in Latin AmericaMoral and operational challenges for the inclusion of palliative care in primary health care author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

BISMARCK-NASR, Elizabeth Maria; FRUTUOSO, Maria Fernanda Petroli  and  GAMBARDELLA, Ana Maria Dianezi. Relação entre índice ponderal ao nascer e excesso de peso corporal em jovens. Cad. Saúde Pública [online]. 2007, vol.23, n.9, pp. 2064-2071. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2007000900014.

A identificação de fatores de risco modificáveis para obesidade mostra-se fundamental para sua prevenção, como o inadequado crescimento intra-uterino. O presente estudo verificou a relação entre nutrição ao nascer e sobrepeso em jovens. Avaliaram-se 287 indivíduos com média (desvio-padrão) de 15,2 (1,4) anos. Para diagnóstico nutricional ao nascer, utilizou-se o índice ponderal e, para o atual, índice de massa corporal (IMC), circunferência da cintura e composição corporal. Verificou-se, para os meninos, associação positiva entre índice ponderal e sobrepeso (p = 0,05) e excesso de gordura abdominal (p = 0,04). Para as meninas, houve associação negativa entre índice ponderal e comprimento ao nascer (p = 0,00) e quantidade de massa muscular (p = 0,01). Meninas de menor índice ponderal apresentaram maior quantidade de gordura corporal total e abdominal, enquanto as de maior índice ponderal apresentaram valores inferiores de estatura final (p = 0,09). Pode-se sugerir que indivíduos pertencentes aos extremos de índice ponderal enquadram-se em categoria de risco para obesidade futura, relação que se mostrou mais evidente para o extremo superior, no sexo masculino, e inferior, no feminino.

Keywords : Adolescente; Sobrepeso; Índice Ponderal.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese