SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue5High prevalence of hepatitis B infection in Amerindians in Japreira, Zulia State, Venezuela author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

HASSELMANN, Maria Helena et al. Associação entre circunferência abdominal e hipertensão arterial em mulheres: Estudo Pró-Saúde. Cad. Saúde Pública [online]. 2008, vol.24, n.5, pp. 1187-1191. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2008000500029.

O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência de hipertensão arterial segundo estratos de circunferência abdominal (CA) e índice de massa corporal (IMC, em kg/m2) em uma população de funcionárias públicas de universidade localizada no Rio de Janeiro, Brasil. Foram analisados dados seccionais de 1.743 mulheres não grávidas de 24 a 69 anos participantes, em 2001, do Estudo Pró-Saúde. Mulheres com baixo peso ou apresentando IMC > 35kg/m2 foram excluídas. Mulheres que apresentavam pressão sangüínea sistólica > 140mmHg ou diastólica > 90mmHg ou faziam uso de medicação anti-hipertensiva foram consideradas hipertensas. A análise foi conduzida segundo dois estratos de CA (normal: < 88cm; elevado: > 88cm) e três de IMC (eutrofia: 18,5-24,9kg/m2; sobrepeso: 25,0-29,9kg/m2; e obesidade I: 30,0-34,9kg/m2). Entre mulheres eutróficas, participantes com valores elevados de CA apresentaram o dobro da prevalência de hipertensão arterial do que aquelas com CA < 88cm (18% vs. 8%; p < 0,05). Adicionalmente à mensuração do IMC, a aferição da CA na rotina dos serviços de saúde pode contribuir para a identificação precoce ou suspeição de hipertensão arterial.

Keywords : Circunferência Abdominal; Obesidade; Hipertensão; Saúde da Mulher.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese