SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue1Support for and resistance to Homeopathy among managers of the Unified National Health SystemFactor structure and internal consistency of the Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) in an urban population author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

SIQUEIRA, Fernando Vinholes et al. Aconselhamento para a prática de atividade física como estratégia de educação à saúde. Cad. Saúde Pública [online]. 2009, vol.25, n.1, pp. 203-213. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2009000100022.

O estudo descreve a prevalência de aconselhamento educativo à saúde relacionado à atividade física entre as pessoas que utilizaram alguma vez na vida uma unidade básica de saúde, e verifica alguns fatores associados. Estudo com delineamento transversal e amostra aleatória de indivíduos adultos (N = 4.060) e idosos (N = 4.003), moradores em áreas de abrangência de unidades de saúde, em 41 municípios de sete estados das regiões Sul e Nordeste do Brasil. A prevalência de aconselhamento relacionado à atividade física foi de 28,9% (IC95%: 27,3-30,4) entre os adultos e de 38,9% (IC95%: 37,3-40,6) entre os idosos. A prevalência do desfecho foi sempre maior entre os idosos na região Nordeste, e nos adultos e idosos atendidos pelo Programa Saúde da Família. Sexo, padrão de consumo sócio-econômico, tabagismo, sedentarismo, diagnóstico médico de doenças crônicas e uso de medicação contínua também estiveram associados ao desfecho. O aconselhamento à prática de atividade física nas unidades básicas de saúde foi pouco utilizado frente às necessidades dos indivíduos, principalmente em termos de estimular hábitos de vida saudáveis. É necessário melhorar a participação dos profissionais das diferentes áreas do conhecimento na condução de aconselhamentos em saúde.

Keywords : Atividade Motora; Aconselhamento; Adulto; Idoso.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese