SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 suppl.3Risk factors for healthcare-associated infection in pediatric intensive care units: a systematic reviewImpact of methodology on the results of economic evaluations of varicella vaccination programs: is it important for decision-making? author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

NEMES, Maria Ines Battistella; HELENA, Ernani Tiaraju de Santa; CARACIOLO, Joselita M. M  and  BASSO, Cáritas Relva. Avaliação da adesão do paciente ao tratamento de doenças crônicas: diferenciando as abordagens epidemiológica e clínica. Cad. Saúde Pública [online]. 2009, vol.25, suppl.3, pp. S392-S400. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2009001500005.

Esta revisão discute conceitos e métodos de avaliação da adesão do paciente ao tratamento de saúde, aplicáveis para a abordagem epidemiológica e para a abordagem clínica. Na abordagem epidemiológica, a avaliação deve ter a melhor acurácia possível. Os questionários de auto-relato são a opção mais viável na maioria dos contextos. Entretanto, a maior parte dos questionários apresenta baixa sensibilidade aliada a alta especificidade. Sugere-se que o desfecho clínico auto-relatado, quando factível, é capaz de aumentar a sensibilidade desses questionários. Para a abordagem clínica, uma acurada discriminação entre aderentes e não aderentes é pouco útil. Para o profissional de saúde, é mais importante conhecer a situação particular pela qual o paciente está, no momento, passando com seu tratamento. Questionários de auto-relato aplicados no contexto clínico podem auxiliar a melhorar a objetividade da opinião do profissional. Em qualquer caso, contudo, o diálogo paciente-profissional é ainda a melhor abordagem para avaliar a adesão, assim como para prover um bom cuidado.

Keywords : Cooperação do Paciente; Doença Crônica; Avaliação de Resultado de Intervenções Terapêuticas.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English