SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue9Validity and reliability of self-report instruments for measuring physical activity in adolescents: a systematic reviewThe impact of breastfeeding promotion in women with formal employment author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Cadernos de Saúde Pública

On-line version ISSN 1678-4464Print version ISSN 0102-311X

Abstract

XIMENES, Ricardo Arraes de Alencar et al. Metodologia de um estudo de inquérito nacional da prevalência e de padrõesa epidemiológicos das hepatites A, B e C no Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2010, vol.26, n.9, pp.1693-1704. ISSN 1678-4464.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2010000900003.

Um inquérito de base populacional foi conduzido na população urbana de todas as capitais e do Distrito Federal no Brasil para fornecer informações sobre a prevalência de hepatites virais e fatores de risco, entre 2005 e 2009. Este artigo descreve o delineamento e a metodologia do estudo que envolveu a população com idade entre 5 e 19 anos para hepatite A e 10 a 69 anos para hepatite B e C. As entrevistas e amostras de sangue foram obtidas através de visitas domiciliares e a amostra selecionada a partir de uma amostragem estratificada em múltiplos estágios (por conglomerado) com igual probabilidade para cada domínio de estudo (região e faixa etária). Nacionalmente, 19.280 residências e ~31.000 indivíduos foram selecionados. O tamanho da amostra foi suficiente para detectar uma prevalência em torno de 0,1% e para avaliar os fatores de risco por região. A metodologia apresentou-se viável para distinguir entre diferentes padrões epidemiológicos da hepatite A, B e C. Estes dados serão de valia para a avaliação das políticas de vacinação e para o desenho de estratégias de controle.

Keywords : Inquéritos de Morbidade; Prevalência; Vírus da Hepatite.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )