SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 issue9Regional differences in knowledge, attitudes, and practice in emergency contraceptive use among health sciences university students in BrazilRegional inequalities in the prevalence of asthma diagnosis in children: an analysis of the Brazilian National Household Sample Survey, 2003 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

SILVA, Ricardo Azevedo da et al. Transtornos mentais comuns e auto-estima na gestação: prevalência e fatores associados. Cad. Saúde Pública [online]. 2010, vol.26, n.9, pp. 1832-1838. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2010000900016.

O objetivo do presente estudo foi verificar a prevalência de transtornos mentais comuns (TMC) e sua relação com auto-estima, bem como outros fatores associados à ocorrência de TMC em gestantes. Foi realizado um estudo transversal aninhado a uma coorte no qual participaram gestantes atendidas no serviço de saúde do Sistema Único de Saúde na cidade de Pelotas, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Foi utilizado para o rastreamento de transtornos mentais comuns o Self-Reporting Questionnaire (SRQ-20) e, para avalia a auto-estima, a Escala de Auto-Estima de Rosenberg. A amostra constituiu-se de 1.267 gestantes, que tinham em média 25 anos (dp = 6,53). A média de auto-estima foi de 9,3 pontos (dp = 4,76) e a prevalência de TMC em gestantes foi de 41,4%. Evidenciou-se, também, que quanto menor a auto-estima da grávida maiores são as chances de associação a TMC (p < 0,001). Houve uma significativa associação entre maior prevalência de TMC e baixa auto-estima.

Keywords : Gravidez; Autoestima; Transtornos Mentais.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese