SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue3Validity of two occlusal indices for determining orthodontic treatment needs of patients treated in a public university in Belo Horizonte, Minas Gerais State, BrazilCanine visceral leishmaniasis in the Krenak indigenous community, Resplendor, Minas Gerais State, Brazil, 2007 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

TEIXEIRA, Tatiana Rodrigues de Araujo  and  CRUZ, Oswaldo Gonçalves. Modelagem espacial da dengue e variáveis socioambientais no Município do Rio de Janeiro, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2011, vol.27, n.3, pp. 591-602. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011000300019.

Analisaram-se a distribuição espacial da dengue na cidade do Rio de Janeiro, Brasil, em 2006, e associações entre sua incidência por 100 mil habitantes e variáveis socioambientais. Consideraram-se os casos notificados de residentes no município, o índice pluviométrico, o índice de Breteau (para Aedes aegypti e Aedes albopictus), o índice de Gini e o índice de desenvolvimento social. Realizou-se o mapeamento e mensurou-se a autocorrelação espacial dos indicadores pelo índice global de Moran, sendo essa positiva para todas as variáveis. O modelo linear generalizado evidenciou associação direta entre a incidência e chuva; time-lag de um mês para chuva; índice de Gini e índice de Breteau para Aedes albopictus. Através do modelo espacial CAR (conditional autoregressive), encontrou-se associação direta com chuva em quatro meses do ano; time-lag de chuva em julho e índice de Gini em fevereiro. Esses resultados evidenciam a importância de variáveis socioambientais na dinâmica de transmissão da dengue, e sua relevância como subsídios às estratégias de controle.

Keywords : Dengue; Estudos Ecológicos; Indicadores Ambientais; Análise Espacial.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English