SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue6Quality of life among the Brazilian adult population using the generic SF-8 questionnaireNon-communicable chronic diseases: performance of medical care in Primary Health Care in southern Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

GIATTI, Luana  and  BARRETO, Sandhi Maria. Tabagismo, situação no mercado de trabalho e gênero: análise da PNAD 2008. Cad. Saúde Pública [online]. 2011, vol.27, n.6, pp. 1132-1142. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011000600010.

O presente estudo teve como objetivo verificar se o tabagismo atual está associado à inserção no mercado de trabalho, após ajuste por escolaridade, renda e saúde em homens e mulheres; objetivou, também, discutir hipóteses explicativas. Foram estudados indivíduos de 15 a 64 anos, residentes em regiões metropolitanas brasileiras, pertencentes à população economicamente ativa, incluídos na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (2008). Razão de prevalência (RP) e intervalo de 95% de confiança (IC95%) foram obtidos pela regressão de Poisson. Após ajustes, o tabagismo foi estatisticamente maior em indivíduos inseridos no trabalho sem proteção social (homens, RP = 1,31, IC95%: 1,24-1,38; mulheres, RP = 1,22, IC95%: 1,12-1,31) e desempregados (homens, RP = 1,31, IC95%: 1,18-1,44; mulheres, RP = 1,16, IC95%: 1,03-1,32). Prevalências mais altas de tabagismo foram observadas nos homens inseridos no trabalho sem proteção social. Nossos resultados confirmam que a situação no mercado de trabalho é uma dimensão independente das desigualdades sociais no tabagismo. O gradiente social observado foi mais acentuado nos homens, mas a associação entre inserção no trabalho e tabagismo está presente nos dois gêneros.

Keywords : Tabagismo; Mercado de Trabalho; Desigualdades em Saúde.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese