SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue7Performance by cytology and hybrid capture II in screening for high-grade squamous intraepithelial lesions in women with HIVThe historical and epistemological development of epidemiology and the concept of risk author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

PAIVA, Karina Mary de et al. Envelhecimento e deficiência auditiva referida: um estudo de base populacional. Cad. Saúde Pública [online]. 2011, vol.27, n.7, pp. 1292-1300. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011000700005.

O objetivo do estudo foi estimar a prevalência da deficiência auditiva referida por idosos do Município de São Paulo, Brasil, segundo características sociodemográficas e descrever características atribuídas a esta deficiência. Os dados são provenientes do Inquérito de Saúde do Município de São Paulo (ISA-Capital/2003), com análise do subgrupo dos idosos (n = 872). Realizaram-se o teste do χ2 e a análise de regressão de Poisson. A prevalência da deficiência auditiva referida pelos idosos foi 11,2% e foi maior entre os homens (RP = 1,86; IC95%: 1,19-2,92). Observou-se grande desconhecimento dos idosos quanto às causas da deficiência auditiva referida (42,5%), 25,5% relataram ter dificuldades em atividades de lazer, 11,4% necessitavam de ajuda para atividades cotidianas e 63,3% relataram não necessitar de assistência em decorrência deste déficit. A alta prevalência de deficiência auditiva referida pelos idosos, principalmente do sexo masculino, remete à relevância deste problema para a saúde pública, já que o envelhecimento populacional é uma realidade nova e vem acompanhada de exigências ainda desconhecidas por profissionais e pelo poder público.

Keywords : Envelhecimento; Perda Auditiva; Idoso; Prevalência.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese