SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue7Performance by cytology and hybrid capture II in screening for high-grade squamous intraepithelial lesions in women with HIVThe historical and epistemological development of epidemiology and the concept of risk author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

On-line version ISSN 1678-4464

Abstract

PAIVA, Karina Mary de et al. Envelhecimento e deficiência auditiva referida: um estudo de base populacional. Cad. Saúde Pública [online]. 2011, vol.27, n.7, pp. 1292-1300. ISSN 1678-4464.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011000700005.

O objetivo do estudo foi estimar a prevalência da deficiência auditiva referida por idosos do Município de São Paulo, Brasil, segundo características sociodemográficas e descrever características atribuídas a esta deficiência. Os dados são provenientes do Inquérito de Saúde do Município de São Paulo (ISA-Capital/2003), com análise do subgrupo dos idosos (n = 872). Realizaram-se o teste do χ2 e a análise de regressão de Poisson. A prevalência da deficiência auditiva referida pelos idosos foi 11,2% e foi maior entre os homens (RP = 1,86; IC95%: 1,19-2,92). Observou-se grande desconhecimento dos idosos quanto às causas da deficiência auditiva referida (42,5%), 25,5% relataram ter dificuldades em atividades de lazer, 11,4% necessitavam de ajuda para atividades cotidianas e 63,3% relataram não necessitar de assistência em decorrência deste déficit. A alta prevalência de deficiência auditiva referida pelos idosos, principalmente do sexo masculino, remete à relevância deste problema para a saúde pública, já que o envelhecimento populacional é uma realidade nova e vem acompanhada de exigências ainda desconhecidas por profissionais e pelo poder público.

Keywords : Envelhecimento; Perda Auditiva; Idoso; Prevalência.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )