SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.27 issue10Spatial risk and factors associated with edentulism among elderly persons in Southeast BrazilReproducibility of the Portuguese version of the PEDro Scale author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

FARIAS, Leila Maria Mattos de et al. Os limites e possibilidades do Sistema de Informação da Esquistossomose (SISPCE) para a vigilância e ações de controle. Cad. Saúde Pública [online]. 2011, vol.27, n.10, pp. 2055-2062. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2011001000018.

O objetivo deste estudo foi analisar os limites e possibilidades do uso do Sistema de Informação do Programa de Controle da Esquistossomose (SISPCE) para a caracterização e vigilância da doença em nível municipal. Os dados foram agregados para o cálculo de indicadores epidemiológicos de cobertura do programa e de intensidade de infecção para os municípios endêmicos da Bahia, Brasil, entre 1999 e 2005. Os resultados apontam para um baixo número de municípios trabalhados e insuficiência de registros no sistema, não fornecendo elementos suficientes para a caracterização da endemia e retorno ideal de informações para a própria vigilância e controle. Contudo, pode-se considerar que o SISPCE é um avanço no monitoramento e vigilância da esquistossomose, necessitando de ações sistemáticas pelos municípios, mantendo fluxo contínuo de dados capaz de orientar os gestores. É preciso ainda que incorpore a localidade como uma das unidades de análise, tendo em vista os seus aspectos singulares para produção e reprodução da esquistossomose.

Keywords : Esquistossomose; Sistemas de Informação; Doenças Endêmicas; Vigilância Epidemiológica.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese