SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue1Meanings and practices associated with health and illness among the homeless in Salvador, Bahia State, BrazilTen-year trends in prevalence of asthma in adults in southern Brazil: comparison of two population-based studies author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

SIQUEIRA, Vanessa de Oliveira et al. Diferentes equações para determinação da estatura em idosos: estudo de coorte de idosos de Bambuí. Cad. Saúde Pública [online]. 2012, vol.28, n.1, pp. 125-134. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2012000100013.

O objetivo foi comparar a estatura mensurada com a obtida por equações baseando-se na semienvergadura do braço, e avaliar o impacto sobre o índice de massa corporal (IMC). Comparou-se a medida direta da estatura e a obtida pelas equações propostas por Bassey e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em subamostra de idosos da linha de base do Estudo de Coorte de Idosos de Bambuí. A análise constou de testes de McNemar, coeficientes de correlação de concordância de Lin (CCC) e método de Bland & Altman (p < 0,05). Pela fórmula da OMS verificou-se baixo CCC para altura mensurada e concordância superior para IMC. Constatou-se subestimação da altura e consequente superestimação do IMC. Na fórmula de Bassey foi encontrada forte concordância com a altura mensurada em idosos com mais de 80 anos. Para o IMC (OMS) observou-se prevalência bastante superior de sobrepeso. Já a prevalência de sobrepeso (Bassey) não diferiu daquela obtida pela medida direta. A estimativa da altura obtida pela fórmula de Bassey foi semelhante à medida direta, sugerindo aplicabilidade. Já a fórmula da OMS parece subestimar a altura.

Keywords : Antropometria; Idoso; Avaliação Nutricional.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English