SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue4Hepatotoxicity induced by antituberculosis drugs among patients coinfected with HIV and tuberculosisThe vulnerable male, or the sex ratio among fetal deaths in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

FUSCO, Carmen L. B.; SILVA, Rebeca de Souza e  and  ANDREONI, Solange. Aborto inseguro: determinantes sociais e iniquidades em saúde em uma população vulnerável, São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2012, vol.28, n.4, pp. 709-719. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2012000400010.

Valendo-se de uma pesquisa de base populacional, com desenho transversal, realizada em uma comunidade da periferia de São Paulo, Brasil, que teve como objetivos estimar a prevalência de mulheres com aborto inseguro, identificar as características sociodemográficas a ele associadas, e sua morbidade, são discutidos neste artigo os resultados, após efetuadas análises de regressão logística multinomial univariadas e múltipla. Tem-se nos modelos finais da regressão: idade da 1a relação sexual < 16 (OR = 4,80); número de parceiros no último ano > 2 (OR = 3,63); número de filhos nascidos vivos > ideal (OR = 3,09); aceitação do aborto por falta de condições econômicas (OR = 4,07); etnia negra/cor preta (OR = 2,67); e escolaridade baixa (OR = 2,46), todos com p < 0,05. Foi utilizada na discussão uma abordagem voltada aos determinantes sociais da saúde, segundo conceito e modelo adotados pela WHO, e às iniquidades em saúde por esses geradas na ocorrência do aborto inseguro. Verificou-se que o aborto inseguro e características sociodemográficas são influenciados pelos determinantes sociais da saúde descritos, gerando nessa população iniquidades em saúde de proporções diversas.

Keywords : Aborto; Iniquidade Social; Medicina Social; Fatores Epidemiológicos.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English