SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue5The contribution of indigenous community health workers to special healthcare for Brazilian indigenous peoplesHospitalization for primary care-sensitive conditions in Campo Grande, Mato Grosso do Sul State, Brazil, 2000-2009 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

BEZERRA FILHO, José Gomes et al. Estudo ecológico sobre os possíveis determinantes socioeconômicos, demográficos e fisiográficos do suicídio no Estado do Rio de Janeiro, Brasil, 1998-2002. Cad. Saúde Pública [online]. 2012, vol.28, n.5, pp. 833-844. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2012000500003.

A epidemiologia tem focado a violência como um dos problemas da Saúde Pública. Dentre as categorias da violência encontra-se o suicídio. Este estudo descreve associações entre suicídio e aspectos sociodemográficos. Usa metodologia ecológico-transversal por meio de técnicas de correlação e regressão linear múltipla (backward). A mortalidade proporcional em relação ao total de óbitos foi o melhor desfecho para modelagem (R² = 0,41). As variáveis resultantes: porcentual da população residente com religião de origem pentecostal, porcentual de pessoas com 10 anos ou mais de idade com estado civil solteiro, média de anos de estudos, altitude para municípios da divisão político-administrativa vigente 2.000m, percentual de moradores em domicílios particulares permanentes com ausência de banheiro, percentual de pessoas com 10 anos ou mais de idade ocupadas no setor "educação" e porcentual de pessoas com 10 anos ou mais de idade com rendimento nominal de até um salário mínimo, todas estatisticamente significantes no nível de 0,05. O resultado encontrado vem reforçar a ideia da influência de fatores causais extrínsecos na determinação desse desfecho.

Keywords : Suicídio; Mortalidade; Fatores de Risco; Modelos Lineares.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese