SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue8Perceptions of dental fluorosis and evaluation of agreement between parents and children: validation of a questionnaireRisk factors for cardiovascular disease among the homeless and in the general population of the city of Porto, Portugal author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

GOMES, Rafael Santos  and  PERES, Karen Glazer. Desigualdades socioeconômicas e demográficas como fatores de risco para a artrite autorreferida: estudo de base populacional em adultos no Sul do Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2012, vol.28, n.8, pp. 1506-1516. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2012000800009.

Estimar a prevalência de artrite ou reumatismo autorreferido e os fatores associados. Realizou-se um estudo transversal de base populacional em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, com 1.720 adultos entre 20 e 59 anos. A presença de artrite ou reumatismo autorreferido foi analisada por meio do modelo hierárquico de determinação no nível demográfico, socioeconômico, comportamental e uso de serviços de saúde. Utilizou-se análise de regressão logística para avaliar a associação entre as variáveis. A prevalência de artrite ou reumatismo autorreferido foi de 7,7% (IC95%: 6,4-8,9). A chance de artrite ou reumatismo autorreferido foi duas vezes maior entre as mulheres, maior entre aqueles com índice de massa corporal (IMC) > 30kg/m2,diretamente proporcional à idade e inversamente proporcional à escolaridade. A prevalência de artrite ou reumatismo autorreferido foi maior do que a estimativa nacional no ano de 2008. Essa realidade sugere a necessidade de um planejamento de políticas públicas voltado para esse agravo de saúde.

Keywords : Artrite; Doenças Reumáticas; Adulto; Prevalência.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese