SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue8Perceptions of dental fluorosis and evaluation of agreement between parents and children: validation of a questionnaireRisk factors for cardiovascular disease among the homeless and in the general population of the city of Porto, Portugal author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

On-line version ISSN 1678-4464

Abstract

GOMES, Rafael Santos  and  PERES, Karen Glazer. Desigualdades socioeconômicas e demográficas como fatores de risco para a artrite autorreferida: estudo de base populacional em adultos no Sul do Brasil. Cad. Saúde Pública [online]. 2012, vol.28, n.8, pp. 1506-1516. ISSN 1678-4464.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2012000800009.

Estimar a prevalência de artrite ou reumatismo autorreferido e os fatores associados. Realizou-se um estudo transversal de base populacional em Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, com 1.720 adultos entre 20 e 59 anos. A presença de artrite ou reumatismo autorreferido foi analisada por meio do modelo hierárquico de determinação no nível demográfico, socioeconômico, comportamental e uso de serviços de saúde. Utilizou-se análise de regressão logística para avaliar a associação entre as variáveis. A prevalência de artrite ou reumatismo autorreferido foi de 7,7% (IC95%: 6,4-8,9). A chance de artrite ou reumatismo autorreferido foi duas vezes maior entre as mulheres, maior entre aqueles com índice de massa corporal (IMC) > 30kg/m2,diretamente proporcional à idade e inversamente proporcional à escolaridade. A prevalência de artrite ou reumatismo autorreferido foi maior do que a estimativa nacional no ano de 2008. Essa realidade sugere a necessidade de um planejamento de políticas públicas voltado para esse agravo de saúde.

Keywords : Artrite; Doenças Reumáticas; Adulto; Prevalência.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )