SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue8Obstructive sleep apnea, detected by the Berlin Questionnaire: an associated risk factor for coronary artery diseaseUse of medicines by individuals with hypertension and diabetes in municipalities covered by the Pharmacy Network in Minas Gerais State, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

DUTRA, Marilene Danieli Simões et al. Avaliação longitudinal da exposição ao mercúrio em crianças de uma área urbana na Amazônia brasileira. Cad. Saúde Pública [online]. 2012, vol.28, n.8, pp. 1539-1545. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2012000800012.

O objetivo deste estudo foi realizar avaliação longitudinal da exposição de crianças de uma área urbana da Amazônia brasileira ao mercúrio (Hg). A população foi composta por 90 crianças, cuja exposição foi avaliada desde o nascimento por meio das análises dos teores de Hg no sangue do cordão umbilical e no sangue das mães em 2000/2001, e em amostras de cabelo e sangue das crianças. Os procedimentos incluíram também um questionário com informações demográficas, socioeconômicas, sobre consumo de peixes e morbidade referida. A média dos teores de Hg no cabelo em 2010 foi próxima a 1µg/g e sua amplitude 8,22µg/g, semelhantes aos anos 2004 e 2006, podendo ser explicada pela baixa ingestão de peixes. A média dos teores de Hg no sangue das crianças ao nascer ultrapassou 10µg/L e sua amplitude atingiu quase 60µg/L, indicando transferência do Hg através da barreira placentária. Ocorreu aumento significativo dos teores de Hg no sangue entre 2004 e 2006 (p < 0,001), sugerindo a possibilidade de exposição atmosférica ao Hg. O principal período de exposição ao Hg ocorreu durante a gestação.

Keywords : Mercúrio; Envenenamento; Exposição Ambiental; Criança.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English