SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue9Sleep duration and health status self-assessment (SF-36) in the elderly: a population-based study (ISA-Camp 2008)Thirty years of homicides in Medellín, Colombia, 1979-2008 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Cadernos de Saúde Pública

Print version ISSN 0102-311X

Abstract

ALENCAR, Carlos Henrique Morais de et al. Diagnóstico da hanseníase fora do município de residência: uma abordagem espacial, 2001 a 2009. Cad. Saúde Pública [online]. 2012, vol.28, n.9, pp. 1685-1698. ISSN 0102-311X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0102-311X2012000900008.

Caracterizar o fluxo de pessoas afetadas pela hanseníase, do município de residência para o de diagnóstico, em área de alta endemicidade no Brasil. Estudo baseado em dados do Sistema de Informação de Agravos e Notificação de 2001-2009, nos estados do Maranhão, Pará, Tocantins e Piauí. Dos 373 municípios, 349 (93,6%) tiveram pelo menos um residente afetado pela hanseníase notificado em outro município (4.325 casos, 5,2% dos notificados). Os municípios com maior número de casos notificados fora de sua residência foram Timon (248) e São José de Ribamar (201), no Maranhão. Os municípios que mais receberam casos para diagnóstico foram São Luís (719) e Teresina (516). Destacam-se Goiânia (146) e o Distrito Federal (42) como polos de notificações de casos residentes no agregado, mesmo a mais de 1.000km de distância da área. O fluxo observado indica lacunas na descentralização do processo de atenção integral à pessoa afetada pela hanseníase e chama atenção para as dificuldades e desafios associados com o acompanhamento durante e após a poliquimioterapia.

Keywords : Hanseníase; Sistemas de Informação Geográfica; Migração Interna.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese