SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.1 issue1Acute respiratory illnesses in the first 18 months of lifeProduction of scientific articles about health in six Latin American countries, 1973-1992 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Panamericana de Salud Pública

Print version ISSN 1020-4989

Abstract

LAURENTI, Ruy  and  BUCHALLA, Cássia Maria. Indicadores da saúde materna e infantil: implicações da décima revisão da Classificação Internacional de Doenças. Rev Panam Salud Publica [online]. 1997, vol.1, n.1, pp. 18-22. ISSN 1020-4989.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49891997000100004.

Desde o final da década de 40, quando a Organização Mundial da Saúde assumiu a responsabilidade pelas revisões decenais da Classificação de Causas de Morte, a Classificação passou a incorporar doenças e definições de uso em estatísticas vitais, resultando na Sexta Classificação Internacional de Doenças (CID-6). A mais recente revisão deste documento, a Classificação Estatística Internacional de Doenças e de Problemas Relacionados à Saúde (CID-10), apresenta as mudanças mais significativas desde a CID-6, principalmente no que se refere à área materno-infantil. Entre as mudanças introduzidas pela CID-10 estão a inclusão do tétano obstétrico no capítulo sobre doenças infecciosas, o que facilitará o registro dessa causa de morte materna; a incorporação de novas definições, por exemplo, morte materna tardia; e a redefinição de período perinatal, que a partir da CID-10 começa na 22ª  semana de gestação e termina sete dias completos depois do nascimento. O presente artigo pretende destacar essas mudanças e discutir suas conseqüências para a apresentação e interpretação de indicadores utilizados na avaliação da saúde materno-infantil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese