SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue4Efficacy and safety of a vaccine against human leptospirosis in CubaOverweight and aerobic fitness in children in the United States/Mexico border region author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Panamericana de Salud Pública

Print version ISSN 1020-4989

Abstract

IWAKURA, Maria Luiza Hiromi  and  MORITA, Maria Celeste. Prevenção de cárie dentária por bochechos com flúor em município com água fluoretada. Rev Panam Salud Publica [online]. 2004, vol.15, n.4, pp. 256-261. ISSN 1020-4989.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892004000400006.

OBJETIVO: Comparar a prevalência de cárie dentária em escolares que participaram de um programa semanal de bochecho com fluoreto de sódio a 0,2% com a prevalência de cárie em escolares que não participaram do programa. MÉTODOS: Estudo transversal na Cidade de Londrina, Estado do Paraná, Brasil, cuja população consome água fluoretada. Foram examinados 367 escolares de 12 anos: 190 participantes (51,8%) e 177 não participantes (48,2%) do programa semanal de bochecho. Os índices utilizados foram o de dentes cariados, perdidos e obturados e o de superfícies cariadas, perdidas e obturadas. Os exames foram conduzidos por três examinadores e a concordância no diagnóstico de cárie foi quase perfeita (K = 0,90). A cárie dentária foi considerada variável dependente. As variáveis independentes foram: a participação ou não no programa, estudar em escola pública ou privada, escovação dentária, quantidade de dentifrício utilizada, ingestão de doces e consulta ao dentista. RESULTADOS: O índice de dentes cariados, perdidos e obturados aos 12 anos foi 0,85 ± 0,059 (0,70 ±0,060 para não participantes e 1,0 ±0,058 para participantes). O índice de superfícies cariadas, perdidas e obturadas foi 1,16 ±0,017, variando de 0,34 a 1,66. Na análise bivariada, estiveram estatisticamente associados (P <0,05) com a presença de cárie: estudar em escola pública, participar no programa de bochecho e ingerir doces entre as refeições mais de uma vez por dia. Na análise de regressão logística multivariada, mantiveram-se associados com a presença de cárie estudar em escola pública (P = 0,0004) e ingerir doces (P = 0,0010). CONCLUSÕES: O programa de bochecho com flúor não esteve associado a menor prevalência de cárie, seja em escolas públicas ou privadas. Entretanto, outros estudos são necessários para análise de custo-efetividade do programa em populações com maior prevalência da doença. No nível de prevalência de cárie observado, o recurso destinado ao programa de bochecho com flúor poderia financiar outras ações de promoção de saúde.

Keywords : Cárie dentária; escola pública; flúor.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese