SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue6The use of the female condom by women in Brazil participating in HIV prevention education sessionsAn ecological analysis of childhood-onset type 1 diabetes incidence and prevalence in Latin America author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Panamericana de Salud Pública

Print version ISSN 1020-4989

Abstract

NASCIMENTO-CARVALHO, Cristiana M.  and  SOUZA-MARQUES, Heloísa H.. Recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria para antibioticoterapia em crianças e adolescentes com pneumonia comunitária. Rev Panam Salud Publica [online]. 2004, vol.15, n.6, pp. 380-387. ISSN 1020-4989.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892004000600003.

OBJETIVO: Padronizar o uso dos antibióticos no tratamento das crianças e adolescentes com pneumonia comunitária no Brasil. MÉTODOS: Foram utilizados os dados das bases de dados Medline e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS); documentos da Organização Mundial da Saúde e Organização Pan-Americana da Saúde, de 1980 a 2002; busca na Internet, em português, espanhol e inglês, utilizando-se as palavras-chave "pneumonia, criança, adolescente, etiologia, tratamento"; e questionamentos a pesquisadores com reconhecido saber sobre o assunto. RESULTADOS: As crianças com menos de 2 meses devem ser hospitalizadas sempre e receber tratamento com ampicilina associada a aminoglicosídeo ou a cefalosporina de terceira geração. As crianças maiores de 2 meses devem ser hospitalizadas se apresentarem pneumonia grave (pneumonia e tiragem subcostal). Recomenda-se utilizar taquipnéia como critério para distinguir entre infecção respiratória aguda e pneumonia. Considera-se a pneumonia muito grave quando associada a convulsões, sonolência, estridor em repouso, desnutrição grave, ausência da ingestão de líquidos ou sinais de insuficiência respiratória grave, como cianose central. As crianças com 2 meses ou mais podem ser tratadas ambulatorialmente com amoxicilina ou penicilina procaína. Quando o tratamento for hospitalar, podem ser utilizadas penicilina cristalina ou ampicilina para os casos graves ou oxacilina associada a cloranfenicol ou ceftriaxona para os casos muito graves. Sempre que houver a suspeita de a etiologia ser C. trachomatis, C. pneumoniae, M. pneumoniaeou B. pertussis deve-se utilizar um macrolídeo, preferencialmente a eritromicina. CONCLUSÕES: O diagnóstico de pneumonia pode ser baseado em avaliação clínica, assim como a indicação de hospitalização. Os principais antibióticos a serem utilizados são amoxicilina, penicilina, eritromicina, ampicilina, oxacilina, cloranfenicol, ceftriaxona e aminoglicosídeos, conforme a faixa etária e a gravidade.

Keywords : Brasil; consenso; pneumonia [terapia].

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese