SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 issue5Cancer among indigenous people in the Amazon basin of Ecuador, 1985-2000Morphologic identification of Ehrlichia sp. in the platelets of patients infected with the human immunodeficiency virus in Venezuela author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Panamericana de Salud Pública

On-line version ISSN 1680-5348
Print version ISSN 1020-4989

Abstract

ABREU, Mauro Henrique Nogueira Guimarães de; PORDEUS, Isabela Almeida  and  MODENA, Celina Maria. Cárie dentária entre escolares do meio rural de Itaúna (MG), Brasil. Rev Panam Salud Publica [online]. 2004, vol.16, n.5, pp.334-344. ISSN 1680-5348.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892004001100007.

OBJETIVO: Investigar a presença de cárie e sua associação com variáveis socioeconômicas entre escolares do meio rural de Itaúna, Estado de Minas Gerais, em 2002. MÉTODO: Realizou-se um levantamento epidemiológico no qual 476 escolares entre 4 e 15 anos foram submetidos a um exame dentário. Todos os exames foram feitos pelo mesmo examinador, que utilizou a metodologia da Organização Mundial da Saúde. O levantamento das variáveis socioeconômicas (renda familiar mensal, anos de estudo formal do pai e da mãe, ocupação do pai e da mãe, origem da água consumida, sexo e idade da criança) foi feito a partir de entrevistas com os pais dos escolares. RESULTADOS: Mais de três quartos dos pais recebiam até 360 reais (aproximadamente 153 dólares) por mês e relataram ter freqüentado a escola por, no máximo, 4 anos. Foram identificados como livres de cárie em ambas as dentições 17,86% dos escolares. O número médio de dentes permanentes cariados, perdidos e restaurados e de dentes decíduos cariados, com extração indicada e obturados foi de 0,94 (± 1,55) e 4,00 (± 3,46), respectivamente. A análise multivariada mostrou que as crianças com 7 e 8 anos cuja renda familiar mensal era superior a R$ 280 tinham 2,602 (IC95%: 1,004 a 6,745) e 2,854 (IC95%: 1,044 a 7,799) vezes mais chance de apresentar cárie, respectivamente, na dentição decídua e em ambas as dentições. A escolaridade da mãe superior a 3 anos aumentou em 2,813 (IC95%: 1,221 a 6,480) vezes a chance de o escolar com 7 e 8 anos apresentar cárie na dentição permanente. CONCLUSÕES: Tendo em vista os resultados - especialmente em relação à dentição decídua - é urgente a implementação de estratégias coletivas em saúde bucal direcionadas a uma faixa etária precoce. Os resultados sugerem que, em populações com privações econômicas, como é o caso do meio rural de Itaúna, um pouco mais de renda e educação podem significar maior acesso a hábitos que originam cárie.

Keywords : Escolaridade; índice CPO; renda familiar.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )