SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue4Evaluating the costs of pneumococcal disease in selected Latin American countries author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Panamericana de Salud Pública

Print version ISSN 1020-4989

Abstract

FRIAS, Antônio Carlos; ANTUNES, José Leopoldo Ferreira; JUNQUEIRA, Simone Rennó  and  NARVAI, Paulo Capel. Determinantes individuais e contextuais da prevalência de cárie dentária não tratada no Brasil. Rev Panam Salud Publica [online]. 2007, vol.22, n.4, pp. 279-285. ISSN 1020-4989.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892007000900008.

OBJETIVO: Descrever a prevalência de cárie dentária não tratada em adolescentes no Brasil e analisar a associação da cárie com fatores individuais e contextuais nos municípios onde esses adolescentes residem. MÉTODOS: Utilizou-se um banco de dados gerado pelo Ministério da Saúde (projeto SB-Brasil) que inclui informações de 16 833 adolescentes (15 a 19 anos). A presença de ao menos um dente permanente com cárie não tratada foi a variável de estudo. As variáveis explicativas, em nível individual, foram: sexo, grupo étnico, local de residência e situação escolar. As variáveis referentes ao município foram: índice de desenvolvimento humano municipal (IDH-M), proporção de domicílios com ligação de água e presença de flúor na água de abastecimento há 5 anos ou mais. Para ajustar o desfecho às condições individuais e municipais de interesse, foi realizada uma análise multinível para estimação em modelos multivariados de regressão logística. RESULTADOS: Ser negro ou pardo (razão de chances ajustada, ORajust = 1,79; 1,68 a 1,92) e residir em área rural (ORajust = 1,31; 1,19 a 1,45) foram determinantes individuais de maior probabilidade de apresentar cárie não tratada. Ser estudante foi identificado como fator de proteção (ORajust = 0,67; 0,62 a 0,73). As variáveis de segundo nível, IDH-M (coeficiente ajustado b = -0,213), flúor na rede de água (b = -0,201) e proporção de domicílios com ligação de água (b = -0,197) foram identificadas como determinantes contextuais de cárie. CONCLUSÃO: Os resultados mostram que existe desigualdade na distribuição dos serviços de saúde nas diferentes regiões brasileiras e sugerem que pode haver desigualdade também na efetividade dos serviços prestados. Políticas de expansão do acesso à água fluoretada e inclusão escolar podem contribuir para evitar a doença cárie em adolescentes.

Keywords : Assistência odontológica; cárie dentária; saúde do adolescente; Brasil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese