SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.22 issue5The diabetes-related attitudes of health care professionals and persons with diabetes in ArgentinaIn-house polymerase chain reaction for affordable and sustainable Chlamydia trachomatis detection in Trinidad and Tobago author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Panamericana de Salud Pública

On-line version ISSN 1680-5348Print version ISSN 1020-4989

Abstract

MARTINS, Andréa Maria Eleutério de Barros Lima; BARRETO, Sandhi Maria  and  PORDEUS, Isabela Almeida. Uso de serviços odontológicos entre idosos brasileiros. Rev Panam Salud Publica [online]. 2007, vol.22, n.5, pp.308-316. ISSN 1680-5348.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892007001000003.

OBJETIVO: Investigar a utilização de serviços odontológicos e seus determinantes entre idosos brasileiros. MÉTODO: Foram incluídos os idosos participantes do inquérito de saúde bucal do Ministério da Saúde realizado em 2002 e 2003 que usaram algum serviço odontológico pelo menos uma vez na vida. Dentados e edentados foram comparados e analisados separadamente, utilizando regressão logística múltipla. RESULTADOS: Dos 5 009 participantes, 46,0% eram dentados e 54,0% edentados. A prevalência de uso de serviço odontológico no último ano foi 26,6 e 10,4%, respectivamente. Entre dentados, o uso foi maior entre aqueles com maior escolaridade, que percebiam sua mastigação como péssima/ruim e que relataram sensibilidade dolorosa; e menor entre os que não receberam informações sobre saúde bucal, que percebiam sua saúde bucal como ruim/péssima, que tinham menor renda per capita, que precisavam de prótese e já a usavam, que precisavam de prótese e não a usavam, que tinham problemas periodontais e maior número de dentes extraídos. Entre edentados, o uso foi maior entre aqueles com maior escolaridade e os que relataram sensibilidade dolorosa; e menor entre os idosos identificados como não-brancos e os que não receberam informações sobre saúde bucal. CONCLUSÃO: A saúde bucal dos idosos brasileiros é precária e o uso de serviços odontológicos foi menor entre os que mais necessitavam. Diferentes fatores estiveram associados ao uso entre dentados e edentados. Apenas a escolaridade, o acesso a informações sobre saúde bucal e a dor nos dentes ou gengiva nos últimos 3 meses foram comuns aos dois estratos. São necessários investimentos públicos em saúde bucal para reverter esse quadro.

Keywords : Assistência odontológica para idosos; desigualdades em saúde; saúde bucal; Brasil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )