SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue5Cost-effectiveness of pneumococcal conjugate vaccination in Latin America and the Caribbean: a regional analysisPrevalence of hospital infections in adult intensive care units in Argentina author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Panamericana de Salud Pública

On-line version ISSN 1680-5348Print version ISSN 1020-4989

Abstract

CARVALHO, Wladithe Organ de et al. Inquéritos de saúde e uso de serviços materno-infantis em três municípios da grande São Paulo. Rev Panam Salud Publica [online]. 2008, vol.24, n.5, pp.314-323. ISSN 1680-5348.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892008001100003.

OBJETIVOS: Descrever as mudanças na utilização de serviços de saúde materno-infantis por residentes em três municípios da Grande São Paulo (Embu, Itapecerica da Serra e Taboão da Serra) 12 anos após a implantação do Sistema Único de Saúde (SUS) e analisar o potencial dos inquéritos de saúde de base populacional como fonte de dados para avaliar as mudanças nesses serviços. MÉTODOS: Em 1990 e 2002, foram realizados dois inquéritos de base populacional, de corte transversal, em municípios da região metropolitana de São Paulo. Para os menores de 1 ano, os dois períodos foram comparados quanto à utilização de serviços de saúde ambulatoriais e hospitalizações; para as mães, os períodos foram comparados quanto à realização de pré-natal e parto. Em ambos os inquéritos, utilizou-se a amostragem por conglomerados em múltiplos estágios e estratificada, com padronização de questões das entrevistas. RESULTADOS: As alterações de maior destaque corresponderam à localização dos serviços utilizados para pré-natal, partos e hospitalização de menores de 1 ano. Houve elevação significativa na utilização dos serviços no município de residência ou região e redução na participação do Município de São Paulo (80% dos partos e praticamente todas as internações de menores de 1 ano em 1990 contra 32% dos partos e 46% das internações de menores de 1 ano em 2002). Também aumentou a utilização de unidades básicas de saúde e prontos-socorros. Essas alterações referiram-se aos atendimentos financiados pelo setor público de saúde. No setor privado, ocorreu queda do desembolso direto e dos convênios de empresa e crescimento dos planos individuais. CONCLUSÕES: As principais mudanças verificadas no segundo inquérito ocorreram paralelamente às alterações provenientes da implantação do SUS. Os inquéritos de saúde de base populacional mostraram-se adequados para analisar e comparar a utilização de serviços em diferentes períodos.

Keywords : Inquéritos de morbilidade; pesquisas sobre serviços de saúde; serviços de saúde materno-infantil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )