SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 issue4Challenges faced by cervical cancer prevention programs in developing countries: a situational analysis of program organization in ArgentinaSexual intercourse among adolescents in Santiago, Chile: a study of individual and parenting factors author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Panamericana de Salud Pública

Print version ISSN 1020-4989

Abstract

SOARES, Gabriel Porto et al. Mortalidade por todas as causas e por doenças cardiovasculares em três estados do Brasil, 1980 a 2006. Rev Panam Salud Publica [online]. 2010, vol.28, n.4, pp. 258-266. ISSN 1020-4989.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892010001000004.

OBJETIVO: Avaliar a mortalidade por todas as causas e por doenças do aparelho circulatório (DAC), doenças isquêmicas do coração (DIC) e doenças cerebrovasculares (DCBV) de 1980 a 2006 no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo e em suas capitais, considerando o impacto dos óbitos por causas mal definidas. MÉTODOS: Os dados de população e óbitos foram obtidos no Banco de Dados do Sistema Único de Saúde. As taxas de mortalidade para as doenças de interesse e para as causas mal definidas foram ajustadas pelo método direto para adultos acima de 20 anos. Como as taxas por causas mal definidas no Rio de Janeiro aumentaram muito a partir de 1990, foram estimados percentuais de mortalidade proporcional por causas mal definidas. Empregaram-se modelos de regressão linear para análise das tendências. RESULTADOS: Observou-se uma queda relevante da mortalidade por todas as causas nos três estados e capitais. O Rio de Janeiro e sua capital apresentaram taxas mais elevadas. A mortalidade por DAC apresentou queda mais acentuada do que a mortalidade por todas as causas. A mortalidade proporcional por causas mal definidas no Estado do Rio de Janeiro e sua capital superou aquela das demais localidades a partir de 1990. A mortalidade por DCBV apresentou declínio, mais acentuado no Estado do Rio de Janeiro e sua capital. O Estado do Rio de Janeiro apresentou também taxas de mortalidade mais elevadas por DIC até 1993. Entre as capitais, São Paulo apresentou a partir de 1992 as taxas mais elevadas de mortalidade por DIC. CONCLUSÃO: A queda da mortalidade por todas as causas se deveu principalmente ao declínio da mortalidade por DAC. A queda da mortalidade por DAC se deveu em parte à redução da mortalidade por DCBV, notadamente no Estado do Rio de Janeiro.

Keywords : Mortalidade; causas de morte; doenças cardiovasculares; isquemia miocárdica; transtornos cerebrovasculares; epidemiologia; Brasil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese