SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 issue1Tuberculosis transmission across the United States-Mexico border author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Panamericana de Salud Pública

Print version ISSN 1020-4989

Abstract

NOVOA, Maria Concepción  and  BURNHAM, Teresinha Fróes. Desafios para a universalização da genética clínica: o caso brasileiro. Rev Panam Salud Publica [online]. 2011, vol.29, n.1, pp. 61-68. ISSN 1020-4989.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892011000100010.

Este artigo aborda as dificuldades de inserir a genética médica como parte do Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil. Em 2009, foi instituída no Brasil a Política Nacional de Atenção Integral em Genética Médica, cujo pilar central seria o aconselhamento genético. Porém, são problemas estratégicos para a implementação dessa política a falta de programas de formação em aconselhamento genético, o desconhecimento acerca de quantos profissionais existem para prestar esse aconselhamento e o provável baixo número de profissionais disponíveis. É desejável uma atuação conjunta dos Ministérios da Saúde e da Educação para ampliar a educação em genética e a formação em aconselhamento genético para todas as profissões no campo da saúde. Além disso, é essencial a inclusão da genética em programas como o Saúde da Família, que permitirá um mapeamento da incidência das doenças genéticas no país e a implementação de aconselhamento genético apesar do grande território e da heterogeneidade populacional do Brasil. Finalmente, a inserção da genética médica no SUS depende do engajamento de profissionais médicos e não médicos no trabalho em equipes horizontais, com alteração da tradicional hierarquia da atenção à saúde.

Keywords : genética médica; aconselhamento genético; Sistema Único de Saúde; formação de recursos humanos; programas nacionais de saúde; Brasil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese