SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 issue2Preliminary reliability and validity of the spanish generalized expectancies for negative mood regulation scaleDiarrheal disease caused by rotavirus in epidemic outbreaks author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Panamericana de Salud Pública

Print version ISSN 1020-4989

Abstract

GUIOTOKU, Sandra Katsue et al. Iniquidades raciais em saúde bucal no Brasil. Rev Panam Salud Publica [online]. 2012, vol.31, n.2, pp. 135-141. ISSN 1020-4989.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892012000200007.

OBJETIVO: Identificar iniquidades raciais em saúde bucal entre grupos de pessoas adultas autodeclaradas como brancas, pretas ou pardas no Brasil. MÉTODOS: Foram utilizados dados secundários obtidos da base de dados da pesquisa nacional sobre a condição de saúde bucal da população brasileira (SB Brasil 2002-2003). Inicialmente, foi realizado um estudo transversal para comparar as variáveis de desfecho cárie, perda dental, dor de origem dentária e necessidade de prótese por grupo de raça/cor para uma amostra de 12 811 adultos de ambos os sexos, na faixa etária de 35 a 44 anos. Na segunda etapa, realizou-se um estudo ecológico com dados agregados por estado brasileiro para contextualizar as iniquidades raciais para uma população de 6 918 negros, agregando pretos e pardos, analisando a correlação entre os desfechos em saúde bucal estudados na primeira fase e os indicadores de desenvolvimento humano e concentração de renda. RESULTADOS: Diferenças significativas foram observadas entre os grupos de raça/cor para todos os desfechos de saúde bucal analisados (P < 0,01). Foram encontradas correlações entre desfechos em saúde bucal e indicadores ligados ao perfil de desenvolvimento humano, renda média familiar e desigualdade de renda por estado brasileiro para o grupo de negros. CONCLUSÕES: Os resultados evidenciaram iniquidades raciais em saúde bucal no Brasil em todos os indicadores analisados (cárie, perda dentária, dor e necessidade de prótese), com maior vulnerabilidade da população negra (pretos e pardos) em relação aos brancos. Fatores contextuais relacionados ao perfil de desenvolvimento humano, à distribuição de renda e ao acesso a políticas de cuidado em saúde parecem ter papel essencial na caracterização da vulnerabilidade de grupos populacionais a agravos em saúde bucal.

Keywords : Saúde bucal; desigualdades em saúde; adulto; grupos populacionais; fatores socioeconómicos; Brasil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese