SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 issue3Research on chronic noncommunicable diseases in Brazil: meeting the challenges of epidemiologic transitionSystem of comparable indicators for peaceful coexistence and citizen security: a consensus among countries author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Panamericana de Salud Pública

Print version ISSN 1020-4989

Abstract

MARTINS, Julie Silvia et al. Estratégias e resultados da prevenção do câncer bucal em idosos de São Paulo, Brasil, 2001 a 2009. Rev Panam Salud Publica [online]. 2012, vol.31, n.3, pp. 246-252. ISSN 1020-4989.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892012000300010.

OBJETIVO: Descrever estratégias e resultados da campanha de diagnóstico precoce e prevenção do câncer bucal para a população com 60 anos ou mais desenvolvida desde 2001 no Estado de São Paulo. MÉTODOS: A partir de documentos publicados pelo Ministério da Saúde, Instituto Nacional de Câncer, Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, Fundação Oncocentro de São Paulo, Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo e Casa de Saúde Santa Marcelina, procurou-se evidenciar a problemática do câncer bucal e apresentar as principais estratégias utilizadas para desenvolver a campanha. Ainda, avaliou-se o impacto da campanha na incidência de casos novos de câncer bucal entre os examinados. RESULTADOS: Em 2001, foram examinados 90 886 idosos, contra 629 613 idosos em 2009. As estratégias identificadas foram: capacitação dos profissionais, desenvolvimento de material impresso para orientar os municípios sobre como conduzir a campanha, códigos e critérios a serem utilizados, orientações para a consolidação dos dados, estabelecimento de fluxos de referência, capacitação prática junto com o especialista na própria unidade de saúde a partir do reexame dos indivíduos que apresentavam alteração em tecidos moles e ampliação do número de serviços dirigidos ao diagnóstico bucal. Entre 2005 e 2009, houve redução significativa na taxa de casos confirmados de câncer bucal em cada 100 000 examinados, de 20,89 para 11,12 (P = 0,00003). CONCLUSÕES: A campanha trouxe benefícios à saúde bucal da população idosa. Pode ser ampliada para outros grupos etários e outras regiões do país e servir de subsídio para o desenvolvimento de ações de prevenção de câncer bucal em outros países, desde que respeitadas as características locais.

Keywords : Saúde bucal; neoplasias bucais; políticas públicas de saúde; programas de rastreamento; Brasil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese