SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue3Diabetes-related lower-extremity amputation incidence and risk factors: a prospective seven-year study in Costa RicaImplementation of the International Health Regulations in Cuba: evaluation of basic capacities of the health sector in selected provinces author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Revista Panamericana de Salud Pública

Print version ISSN 1020-4989

Abstract

SOARES, David Arnaud  and  GONCALVES, Maria Jacirema. Mortalidade cardiovascular e impacto de técnicas corretivas de subnotificações e óbitos mal definidos. Rev Panam Salud Publica [online]. 2012, vol.32, n.3, pp. 199-206. ISSN 1020-4989.  http://dx.doi.org/10.1590/S1020-49892012000900005.

OBJETIVO: Identificar o impacto de técnicas corretivas na tendência das taxas de mortalidade por doenças cardiovasculares, doenças isquêmicas do coração e doenças cerebrovasculares, em Manaus (AM), Brasil, no período entre 1980 e 2007. MÉTODOS: Os dados foram obtidos no Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde, considerando-se os seguintes passos: (1) redistribuição proporcional dos registros de óbitos com idade e/ou sexo ignorados; (2) redistribuição dos óbitos mal definidos dentre os de causa conhecida; (3) tratamento e realocação dos chamados "códigos-lixo" em cardiologia; e, (4) correção dos sub-registros de óbitos por técnicas indiretas. Registros tratados nos passos 1, 2 e passos 3 e 4 agregados geraram as taxas base, taxas ajustadas e taxas ajustadas e corrigidas, respectivamente, as quais foram analisadas por sexo e faixa etária; posteriormente, foram padronizadas pelo método direto. A regressão linear simples foi utilizada para análise de tendência. RESULTADOS: Os dados brutos do Sistema de Informação sobre Mortalidade subestimavam as taxas de mortalidade por doenças do coração, principalmente a partir do ano 2000. Quanto à tendência temporal, as taxas ajustadas e corrigidas, comparadas às taxas base, apontam: atenuação da tendência de queda para as doenças cardiovasculares como um todo; acentuação da tendência de queda para as doenças isquêmicas do coração; e estabilidade nas taxas para as doenças cerebrovasculares no período. CONCLUSÕES: Com essa correção, foi possível identificar um excesso de óbitos que não havia sido computado, gerando taxas de mortalidade ajustadas e corrigidas mais confiáveis.

Keywords : Doenças cardiovasculares; estatísticas vitais; mortalidade; sub-registro; registros de mortalidade; sistemas de informação; Brasil.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese