SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.4 issue2Local reference teams and specialized matrix support: an essay about reorganizing work in health servicesInsecurity in the labor market and lack of social protection: challange for collective author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

CASTRO, Lia Lusitana Cardozo de. Farmacoepidemiologia no Brasil: evolução e perspectivas. Ciênc. saúde coletiva [online]. 1999, vol.4, n.2, pp. 405-410. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81231999000200014.

O presente trabalho apresenta o desenvolvimento da farmacoepidemiologia no Brasil. Enfatiza o papel dos programas de educação continuada em farmacologia coordenados pelo professor Carlos Lacaz, autor do primeiro livro brasileiro sobre doenças iatrogênicas. Ressalta o papel do programa de formação em farmácia clínica da Organização Pan-Americana de Saúde, onde vários profissionais brasileiros tiveram o primeiro contato com o Programa de farmacovigilância por Monitorização Intensiva Hospitalar. Refere também às primeiras teses de doutorado sobre medicamentos defendidas na Universidade de São Paulo. Relata a tentativa da Divisão de Medicamentos do Ministério da Saúde do Brasil de se direcionar para a farmacovigilância. Tece considerações sobre a I Oficina de Trabalho sobre medicamentos organizada pelas Secretarias Municipal e Estadual de Saúde de São Paulo. Enfatiza a criação da Sociedade Brasileira de Vigilância de Medicamentos, e sua importância como estimuladora da farmacoepidemiologia. Analisa o impulso do setor dinamizado pela implantação dos Centros de Informações de Medicamentos, no país. Conclui que já existem condições para se incrementar a pesquisa farmacoepidemiológica no Brasil.

Keywords : Epidemiologia; Farmacoepidemiologia; Farmacovigilância; Uso Racional de Medicamentos; Saúde Pública.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese