SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 issue4Epidemiological transition and the study of burden of disease in BrazilPrivate health plans coverage and chronic diseases: notes on the use of high-cost procedures author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

LAURENTI, Ruy; MELLO JORGE, Maria Helena P. de  and  GOTLIEB, Sabina Léa D.. A confiabilidade dos dados de mortalidade e morbidade por doenças crônicas não-transmissíveis. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2004, vol.9, n.4, pp. 909-920. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232004000400012.

As estatísticas de mortalidade constituem- se em importante subsídio para o conhecimento do perfil epidemiológico de uma população, elaboração de indicadores de saúde e conseqüente planejamento de ações desse setor. No Brasil, esses dados são rotineiramente elaborados, desde 1975, pelo Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde, que tem cobertura estimada em torno de 82%, com variações nas regiões do país. Quanto à confiabilidade dos dados, está ocorrendo uma melhora gradativa, mas há, ainda, cerca de 14% de mortes classificadas como mal definidas. O objetivo deste trabalho é mostrar a confiabilidade dos dados de mortalidade e morbidade por doenças crônicas não-transmissíveis. A partir de investigações levadas a efeito por pesquisadores nacionais e internacionais, são feitos comentários e críticas, sendo possível concluir que, embora ainda não totalmente exatos ou confiáveis, esses dados são relevantes para numerosas avaliações epidemiológicas. É bom ressaltar que os dados brasileiros de mortalidade, do ponto de vista qualitativo, têm exatidão e fidedignidade semelhantes aos de qualquer outro país de longa tradição na elaboração dessas estatísticas.

Keywords : Estatísticas de mortalidade; Estatísticas de morbidade; Confiabilidade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese