SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.9 issue4Messages about drugs from rap: how to survive in the periferiaQuality education evaluation: contribution to the discussion in the collective health area author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

OSORIO-DE-CASTRO, Claudia Garcia Serpa; PAUMGARTTEN, Francisco José Roma  and  SILVER, Lynn Dee. O uso de medicamentos na gravidez. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2004, vol.9, n.4, pp. 987-996. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232004000400019.

O uso de medicamentos na gravidez é cada vez mais intenso, enquanto a prática médica volta-se para a incorporação do conceito de risco. Embora a tragédia da talidomida tenha marcado o início da reflexão sobre a ocorrência de efeitos adversos de medicamentos usados durante a gestação, as percepções dos prescritores, no âmbito da terapêutica medicamentosa na gravidez, ainda oscilam entre a certeza de que tudo é nocivo e a relativa crença de que tudo é seguro até que se prove o contrário. Faz-se necessária a produção de evidências que substanciem as condutas clínicas. O ensaio clínico randomizado é considerado a pedra angular do paradigma da medicina baseada em evidências. Sugerem-se os contextos nos quais a aplicação dos diversos tipos de pesquisa clínica seriam apropriados na gestação e ainda o emprego ampliado da farmacoepidemiologia para a construção de evidências nessa população, por meio de estudos analíticos, em especial a coorte. Entende-se que estes estudos, desde que executados com rigor metodológico, possam oferecer informação balizada, geradora de hipóteses, essenciais para a prática clínica.

Keywords : Gravidez; Uso de medicamentos; Ensaio clínico; Medicina baseada em evidência; Farmacoepidemiologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese