SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue2The Geriatric Day-Care assistance mode: functional effects in a six month multidisciplinary health care programPopular knowledge related to back pain in northeastern Brazilian women author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Ciência & Saúde Coletiva

On-line version ISSN 1678-4561Print version ISSN 1413-8123

Abstract

ORTEGA, Francisco. Corporeidade e biotecnologias: uma crítica fenomenológica da construção do corpo pelo construtivismo e pela tecnobiomedicina. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2007, vol.12, n.2, pp.381-388. ISSN 1678-4561.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232007000200014.

O objetivo deste artigo é mostrar que o modelo de corpo oferecido pelas diferentes versões do construtivismo social possui uma surpreendente afinidade com o corpo construído pelas biotecnologias. Para ambos os discursos, o do construtivismo social e o da tecnobiomedicina, o corpo é uma construção e ambos insistem na sua total maleabilidade e acessibilidade, negando a sua materialidade. Portanto, o discurso construtivista não pode servir como instância crítica do discurso das biotecnologias, como pretendem seus defensores. Defende-se, por outro lado, que o corpo fenomenológico possui um potencial ético-emancipatório que pode servir de instância crítica do discurso biotecnológico.

Keywords : Construtivismo; Corporeidade; Biotecnologias; Fenomenologia.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )