SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue2Corporeality and biotechnology: a constructivist and techno-biomedical phenomenological review of the construction of the bodyThe anti-asylum movement in Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

ARCANJO, Giselle Notini; SILVA, Raimunda M. da  and  NATIONS, Marilyn K.. Saber popular sobre dores nas costas em mulheres nordestinas. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2007, vol.12, n.2, pp. 389-397. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232007000200015.

Analisar e compreender o pensamento e a ação das pessoas que referem dores nas costas tornam-se atos relevantes, no momento em que podem fazer parte da explicação e da cura de sua doença. Trata-se de estudo qualitativo, com enfoque antropológico, realizado nos meses de janeiro a fevereiro de 2005, com mulheres na faixa etária entre 45 a 58 anos, com dores crônicas nas costas, que participavam de um grupo de apoio à saúde de mulheres no climatério numa instituição de ensino em Fortaleza, Ceará. Foram realizadas nove (9) entrevistas etnográficas em profundidade, explorando suas perturbações, estratégias de enfrentamento, noção de qualidade de vida e barreiras para atingi-la, além de aspectos relacionados às dores na coluna. Observou-se que a dor envolve problemas e soluções de ordem cultural, psicoespiritual, socioeconômica, política e educacional. Apesar de os informantes terem baixo nível de escolaridade, apresentaram uma visão holística de saúde, mecanismos de enfrentamento e busca da cura. Atividades relacionadas ao seu dia-a-dia podem ser traduzidas como risco cultural e por isso precisam ser consideradas. Conclui-se que há necessidade de rever o contexto sociocultural, econômico, político e ambiental para desenvolver ações educativas na promoção da saúde.

Keywords : Cultura; Dor nas costas; Mulher.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese