SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue2Popular knowledge related to back pain in northeastern Brazilian womenHospitalizations for pulmonary tuberculosis in the State of São Paulo in 2004 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

LUCHMANN, Lígia Helena Hahn  and  RODRIGUES, Jefferson. O movimento antimanicomial no Brasil. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2007, vol.12, n.2, pp. 399-407. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232007000200016.

O presente trabalho visa resgatar a trajetória histórica do movimento nacional da luta antimanicomial no Brasil, bem como analisar algumas de suas dificuldades, realizações e desafios. A teoria dos movimentos sociais é aqui considerada como importante chave analítica para se compreender esta ação coletiva, na medida em que possibilita a avaliação deste tipo de ação social a partir de suas múltiplas configurações, atestando o grau de complexidade do mundo contemporâneo. O movimento antimanicomial constitui-se como um conjunto (plural) de atores, cujas lutas e conflitos vêm sendo travadas a partir de diferentes dimensões sócio-político-institucionais. Trata-se de um movimento que articula, em diferentes momentos e graus, relações de solidariedade, conflito e de denúncias sociais tendo em vista as transformações das relações e concepções pautadas na discriminação e no controle do "louco" e da "loucura" em nosso país.

Keywords : Movimentos sociais; Loucura; Movimento anti-manicomial.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese