SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue2Consumer satisfaction study in philanthropic hospital health plansConnections between fiscal federalism and the funding of the Brazilian health care policy author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

RIOS, Ediara Rabello Girão et al. Senso comum, ciência e filosofia: elo dos saberes necessários à promoção da saúde. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2007, vol.12, n.2, pp. 501-509. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232007000200026.

No processo de evolução, a humanidade acumulou saberes que foram sistematizados como conhecimentos. A Filosofia nos auxilia nas funções teóricas e práticas a chegar a uma concepção do universo por meio da auto-reflexão.O senso comum contribui para que a ciência progrida. A partir de problemas do cotidiano das pessoas, surge a necessidade de pesquisar, de aprofundar interpretações dos achados e propor soluções para superar as dificuldades enfrentadas pela população. A ciência existe para esclarecer aspectos problemáticos do senso comum, fornecer respaldo aos questionamentos e fundamentar cada conhecimento produzido em resposta às demandas. Assim, os conhecimentos envolvidos nesta reflexão pretendem beneficiar uma articulação entre as formas básicas de conhecimento e desenvolver uma compreensão satisfatória da promoção da saúde, numa visão compartilhada e conscientizadora da mudança de paradigmas no sistema de saúde. Compreendemos que a promoção da saúde constitui um componente indispensável neste processo, tendo como foco central de suas intervenções o indivíduo pertencente a uma comunidade nas suas múltiplas relações, especialmente entre o contexto comunitário e a dimensão subjetiva, propiciando-lhe um resgate da cidadania.

Keywords : Senso comum; Ciência; Filosofia; Promoção da saúde; Educação em saúde.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese