SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 issue3The use of key informants from within the community for identifying people with functional kinetic alterations in Caxias do Sul, Rio Grande do Sul State, BrazilExternal control of fluoride levels in the public water supply in Lages, Santa Catarina State, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

LUIZ, Olinda do Carmo. Jornalismo científico e risco epidemiológico. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2007, vol.12, n.3, pp. 717-726. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232007000300022.

A importância dos meios de comunicação na construção simbólica tem sido reconhecida por diversos segmentos. Dentre as inúmeras matérias nos jornais diários sobre saúde, muitas se referem a estudos médicos cujas fontes são publicações científicas tendo como foco um novo risco. A divulgação nos meios de comunicação de massa sobre os estudos de risco também é tema de editoriais e artigos em revistas científicas, enfocando o problema das distorções e a elaboração de notícias contraditórias. O presente artigo tem como objetivo explorar os significados e conteúdos da divulgação científica dos estudos sobre risco nos jornais diários de grande circulação. Foram analisadas as notícias e as respectivas publicações científicas que serviram de fonte durante o ano de 2000. Observou-se que "risco" é apresentado nas pesquisas científicas como uma "caixa preta" na acepção de Latour e que as notícias ocultam as controvérsias científicas e atribuem uma dimensão maior à associação entre hábitos comportamentais e a ocorrência das doenças, ressaltando ainda mais os aspectos individuais da abordagem epidemiológica em detrimento do enfoque coletivo.

Keywords : Estudos epidemiológicos; Comunicação da ciência [tendências]; Publicações periódicas [tendências]; Comportamento perigoso; Jornalismo científico.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese