SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 issue3Male and female doctors in São Paulo and the Records of the Professional Practice Audit Service (1892-1932) author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

FEE, Elizabeth. Divórcio entre teoria e prática: o sistema de treinamento em saúde pública nos Estados Unidos. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2008, vol.13, n.3, pp. 841-851. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232008000300007.

Muitos analistas têm criticado a profunda separação entre saúde pública como é ensinada nas escolas de saúde pública e a praticada nos órgãos governamentais. Nos Estados Unidos, muitos membros do corpo docente de escolas de saúde pública jamais trabalharam em órgãos de saúde pública, poucos dos que trabalham em órgãos públicos têm certificados de escolas de saúde pública e a maioria recebe treinamento no local de trabalho. Este artigo busca identificar as raízes desta separação ou "divórcio entre teoria e prática". Mostra que a década de 1930 foi o principal período da educação em saúde pública voltada à comunidade, quando o peso da Grande Depressão e a verba disponibilizada pelo governo federal através da legislação do New Deal incentivaram programas de treinamento prático vinculados a comunidades locais e órgãos públicos. O "divórcio" teve início no período do pós-guerra como uma conseqüência não intencional do sistema de alocação de verbas para a educação médica e a pesquisa, em um momento de impopularidade generalizada da saúde pública durante a era McCarthy. As escolas de saúde pública eram, de modo geral, ignoradas na década de 1950 e começaram a adaptar a estratégia ainda vigente de usar verbas federais de pesquisa para ampliar seu corpo docente e instalações.

Keywords : Educação; Saúde pública; Prática; História; Estados Unidos.

        · abstract in English     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese