SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 suppl.Medication adherence of elderly in Porto Alegre, RSThe perception of health professionals about pain management and opioid use: a qualitative study author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

ABRANTES, Patrícia de Magalhães; MAGALHAES, Sérgia Maria Starling; ACURCIO, Francisco de Assis  and  SAKURAI, Emília. A qualidade da prescrição de antimicrobianos em ambulatórios públicos da Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, MG. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2008, vol.13, suppl., pp. 711-720. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232008000700021.

Este estudo investiga o uso de antimicrobianos e os padrões de prescrição e identifica os antimicrobianos mais freqüentemente prescritos nas unidades do serviço público de saúde de Belo Horizonte, MG. O estudo foi observacional, transversal de investigação da utilização da prescrição de antibacterianos em unidades públicas de saúde de Belo Horizonte, a partir da avaliação de amostra de prontuários e prescrições dispensadas no mês de março de 2002. A pediatria apresentou o maior índice de prescrição de antimicrobianos. A amoxicilina foi o antibacteriano mais prescrito. As hipóteses diagnósticas registradas com maior freqüência foram infecções das vias aéreas superiores, tonsilite e otite média. O percentual de inadequação entre hipótese diagnóstica registrada e antimicrobiano prescrito foi superior a 25%. Observou-se variabilidade nos tempos de tratamento instituídos e, em cerca de 10% das prescrições, o dado estava ausente. Verificou-se uma ausência sistemática de registro de informações gerais no prontuário. O estudo demonstrou a necessidade de intervenções que assegurarem o cumprimento dos protocolos como forma de garantir o uso adequado dos antimicrobianos.

Keywords : Antimicrobianos; Atenção primária; Protocolos; Prescrição.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese