SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 issue5Profile of unintentional injuries involving children under ten years of age in emergency departments: Brazil, 2006 to 2007 author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

MASCARENHAS, Márcio Dênis Medeiros et al. Atendimentos de emergência por acidentes na Rede de Vigilância de Violências e Acidentes: Brasil, 2006. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2009, vol.14, n.5, pp. 1657-1668. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232009000500007.

Em 2006, o Ministério da Saúde implantou a Rede de Serviços Sentinelas de Vigilância de Violências e Acidentes (Rede VIVA) a fim de descrever os atendimentos de emergência por violências e acidentes, principalmente as lesões de menor gravidade que não implicam mortes ou internações. Neste artigo, descrevem-se as características dos atendimentos de emergência por acidentes realizados nesses serviços. Estudo descritivo, de corte transversal, realizado em 35 municípios com os maiores coeficientes de morbimortalidade por causas externas. Os dados foram coletados durante trinta dias consecutivos em plantões alternados de doze horas. Registraram-se 41.677 atendimentos por acidentes, com predomínio de homens (64,8%), pessoas de 20 a 29 anos de idade (22,9%) e com baixa escolaridade (56,8%). As quedas (40,2%) foram a principal causa, seguidas dos acidentes de transporte (26,6%). Os locais de ocorrência mais frequentes foram via pública (36,2%) e residência (33,7%). As partes do corpo mais atingidas foram membros superiores (38,1%), membros inferiores (37,6%) e cabeça/face (25,7%). A vigilância sentinela de violências e acidentes permite coletar dados em tempo hábil sobre eventos menos graves, cujo conhecimento é fundamental para o planejamento de medidas preventivas.

Keywords : Acidentes; Violência; Lesões; Causas externas; Vigilância de evento sentinela.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese