SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 suppl.1Participation and integration: the self-organization theories point of view author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

DINIZ, Debora; PENALVA, Janaína; FAUNDES, Aníbal  and  ROSAS, Cristião. A magnitude do aborto por anencefalia: um estudo com médicos. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2009, vol.14, suppl.1, pp. 1619-1624. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232009000800035.

Este artigo tem por objetivo descrever a magnitude da assistência médica em casos de gravidez de feto com anencefalia, por meio de uma pesquisa empírica com médicos. A anencefalia é uma má-formação incompatível com a sobrevida do feto após o parto. O direito à interrupção da gestação nesse caso é tema de ação no Supremo Tribunal Federal. Realizou-se uma pesquisa tipo survey com 1.814 médicos, filiados à Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), o que corresponde a 12% do total de médicos da entidade. Os resultados indicam que, em um universo de 9.730 mulheres atendidas pelos médicos nos últimos vinte anos, 85% preferiram interromper a gestação nesse caso. Esse dado mostra o quanto a assistência médica a mulheres grávidas de fetos com anencefalia é uma experiência cotidiana nos serviços de saúde, bem como o desafio ético imposto pela ilegalidade do procedimento médico de interrupção da gestação nesses casos.

Keywords : Aborto; Anencefalia; Antecipação terapêutica do oarto; Interrupção da gestação.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese