SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue3A retrospective study of intoxications admitted to the university hospital/UFJF from 2000 to 2004Prevalence of enteroparasitosis in the population of Maria Helena, Paraná State author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

NEVES, Eduardo Borba  and  SOALHEIRO, Marcia. A proteção auditiva utilizada pelos militares do Exército Brasileiro: há efetividade?. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2010, vol.15, n.3, pp. 889-898. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000300032.

Neste estudo, buscou-se identificar a exposição sonora e verificar se a proteção auditiva utilizada por esses trabalhadores é adequada para a exposição ao ruído de impacto, durante as atividades de Tiro de Instrução Básico realizadas no Exército Brasileiro, produzidos pelo Fuzil Automático Leve - FAL, calibre 7,62mm. O presente estudo caracteriza-se como analítico, uma vez que busca estabelecer relações causais entre as diversas variáveis envolvidas. Utilizou-se da abordagem qualitativa, no mapeamento do processo de trabalho; e da abordagem quantitativa na analise dos dados em relação a esse processo. Foi possível uma aproximação da realidade a partir de uma triangulação de técnicas de coleta de dados, a saber: observação sistemática; entrevista semi-estruturada e exercício experimental. Diante das análises realizadas, pode-se garantir que esses trabalhadores estão expostos a um NPS mínimo de 147,3 dB durante as atividades de tiro, podendo esse valor atingir 171 dB. Assim, entende-se que a real redução do ruído, oferecida pelo protetor 1100 da 3M, principal modelo utilizado pelos militares, cujo valor de atenuação auditiva corresponde a NRRsf de 12 dB, não caracteriza efetividade na proteção auditiva para os militares.

Keywords : Ruído de impacto; Ruído ocupacional; Militar; Saúde do trabalhador.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese