SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 issue4Traffic injuries among youth in Goiânia, Goiás StateThe media and the body: what the young people have to say? author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

CASEMIRO, Juliana Pereira; VALLA, Victor Vincent  and  GUIMARAES, Maria Beatriz Lisboa. Direito humano à alimentação adequada: um olhar urbano. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2010, vol.15, n.4, pp. 2085-2093. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000400022.

O direito humano à alimentação adequada é compreendido em duas dimensões: estar livre da fome e da desnutrição e ter acesso a uma alimentação adequada1,2. No contexto urbano, com seu forte apelo ao consumo e em que a aquisição de alimentos se dá prioritariamente a partir de relações mercantis, debater este tema em bairros empobrecidos apresenta-se como grande desafio. Este artigo reúne reflexões realizadas a partir de um estudo qualitativo realizado em São João de Meriti, município localizado na Baixada Fluminense (RJ), reunindo líderes da Pastoral da Criança em sessões de grupo focal. O desemprego e subemprego e a dificuldade de acesso aos serviços públicos de saúde, assistência social e saneamento foram apresentados como principais obstáculos para a efetivação do direito humano à alimentação. Foi possível identificar que, dentre as estratégias de enfrentamento da pobreza e da fome, o estabelecimento de circuitos de ajuda mútua tem grande destaque. Apoio social, dádiva e religiosidade apresentaram-se como categorias relevantes nas reflexões dos líderes. Diante de uma realidade em que a pobreza e a fome ou são naturalizadas ou se revertem em moeda de troca durante as eleições, a questão do clientelismo aparece como grande preocupação e desafio para estes líderes.

Keywords : Direito humano à alimentação adequada; Participação popular; Líderes da Pastoral da Criança.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese