SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 suppl.1Buccal manifestations in patients submitted to chemotherapyClinico-epidemiological aspects associated with penile cancer author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

GRISOTTI, Márcia. Doenças infecciosas emergentes e a emergência das doenças: uma revisão conceitual e novas questões. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2010, vol.15, suppl.1, pp. 1095-1104. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000700017.

Contrariamente às expectativas de erradicação das doenças infecciosas, constata-se a emergência, mundial, de doenças desconhecidas para a ciência ou consideradas erradicadas ou sob o controle dos serviços de vigilância epidemiológica. Neste artigo, pretende-se caracterizar o debate sobre as doenças infecciosas emergentes e analisar o conceito difundido pelas publicações dos Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos e pelas contribuições das ciências humanas. A revisão da literatura nacional e internacional sobre a temática aponta as ambiguidades na definição das categorias "doença nova" e "doença emergente" e as diferenças entre o conceito de doenças infecciosas emergentes e o estudo da emergência das doenças. Enquanto o primeiro inclui o estudo de infecções específicas e foca a análise no organismo, no paciente e na população humana, o segundo, menos trabalhado, envolve as dimensões epistemológicas do conhecimento médico e da ecologia das doenças infecciosas emergentes, no nível sistêmico (no ecossistema e populações de parasitos e hospedeiros, quaisquer que sejam as espécies, e no comportamento sociocultural), e demanda a integração de várias disciplinas acadêmicas.

Keywords : Doenças infecciosas emergentes; Emergência das doenças; História social das doenças; Vigilância epidemiológica; Tomada de decisão em saúde.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese