SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 suppl.1Assistance to obstetrical deliveries in São Leopoldo, Rio Grande do Sul State: a population-based studyInequality, poverty and obesity author indexsubject indexarticles search
Home Page  

Ciência & Saúde Coletiva

Print version ISSN 1413-8123

Abstract

ALMEIDA, Mayra Santos et al. Tricomoníase: prevalência no gênero feminino em Sergipe no biênio 2004-2005. Ciênc. saúde coletiva [online]. 2010, vol.15, suppl.1, pp. 1417-1421. ISSN 1413-8123.  http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81232010000700052.

A tricomoníase é uma protozoose causada pelo Trichomonas vaginalis, que desencadeia uma ampla variedade de manifestações clínicas, podendo estar associada à transmissão do vírus da imunodeficiência humana, câncer cervical, infertilidade, entre outros. No Brasil, a incidência varia entre 20 e 40%. A via primária de transmissão é pelo contato sexual e o diagnóstico laboratorial pode ser realizado através da Reação de Polimerase em Cadeia (PCR), isolamento em meios de cultura e exame do conteúdo vaginal à fresco e/ou corados pelos métodos de Giemsa e Papanicolau. Esse último possui limitações na detecção de patologias consideradas DST, a exemplo da tricomoníase. Esse artigo trata da prevalência de tricomoníase em mulheres usuárias dos laboratórios conveniados ao Ministério da Saúde, na faixa etária de 19 a 44 anos, que foram submetidas ao teste de Papanicolau, em 2004-2005, no Estado de Sergipe. Os resultados revelaram que, em 206.034 usuárias, 7.349 apresentaram tricomoníase, sendo que 3.788 em 2004 e 3.498 em 2005. Observou-se que a prevalência estimada em Sergipe, no biênio estudado, não corrobora com a realidade brasileira, fato esse que pode estar atrelado ao diagnóstico executado.

Keywords : Tricomoníase; Prevalência; Mulheres; Sergipe.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese